O impacto das proptechs no setor imobiliário

Ilustração: Pinterest

Sabemos que o mercado imobiliário é um dos mais tradicionais e ainda envolve muitas etapas burocráticas nas transações de compra e venda de imóveis. Mas o que não se pode ignorar é que a revolução digital mudou e tem transformado, cada vez mais, os hábitos de consumo. Os clientes estão mais exigentes e anseiam por serviços ágeis e eficientes. E, sim, é um caminho sem volta!

A tecnologia tem provocado mudanças significativas em todos os mercados, incluindo o imobiliário. Neste setor, as novas tecnologias facilitam as transações para todos. Corretores, imobiliárias e clientes finais só têm a ganhar. Diante deste cenário, o conceito proptech tem ganhado força. Se não sabe o que é ou só ouviu falar sobre o termo algumas vezes, tudo bem… este é mesmo um conceito que tem se consolidado nos últimos tempos, embora já esteja em sua versão 3.0.

A Mudee é a primeira startup e proptech brasileira dedicada ao mercado residencial de luxo e alto padrão. Mas, afinal, o que é proptech e o que isto tem a ver com o mercado imobiliário? Tudo!

Já ouvir falar das famosas fintechs, empresas de tecnologia do mercado financeiro? É o mesmo conceito, só que aplicado ao segmento imobiliário. São empresas, geralmente startups, que possuem um modelo de negócio do setor imobiliário com o diferencial do digital. Ou seja, são plataformas digitais que intermediam negociações imobiliárias e oferecem, ao mesmo tempo, tecnologias para desburocratizar os negócios e melhorar a experiência do consumidor.

“As empresas que atuam como proptechs buscam ser uma ferramenta de suporte, também, aos profissionais do ramo imobiliário”

Devo ressaltar ainda que o objetivo delas não é substituir o profissional, porque o relacionamento nunca foi tão importante para o fechamento do negócio como agora, mas, sim, ser um apoio.

Por meio das novas tecnologias oferecidas pelas proptechs, é possível reduzir a papelada e tornar as transações mais rápidas, além de permitir ao cliente visitar um imóvel sem sair de casa ou do trabalho, por meio do tour virtual, de fotos, vídeos e projeções 3D e uma série de outras ferramentas, que exibem os imóveis nos mínimos detalhes, selecionados através de filtros inteligentes – recursos estes que dão todos os insights para quem quer comprar ou alugar um apartamento ou uma casa de forma mais assertiva.

É fato que essas tecnologias dão mais autonomia ao cliente, por outro lado, o relacionamento entre o profissional do ramo imobiliário e o consumidor nunca foi deixado de lado. Se o corretor souber usar essas tecnologias a seu favor, só tem mesmo a ganhar! Com o tour virtual, por exemplo, ele pode atender várias pessoas no mesmo dia, pois não há restrição de limite na visita online.

Além de oferecer maior conforto para quem está em busca de um imóvel, as tecnologias ágeis oferecidas hoje pelas proptechs, como a Mudee, aumenta o alcance do público e, consequentemente, as chances de venda para o profissional do ramo imobiliário. Se aliar a elas é o melhor negócio!

Por Vinícius Souto, CEO da Mudee, primeira startup e proptech brasileira dedicada ao mercado residencial de alto padrão e luxo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s